segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A vontade é tanta

O desejo é crescente, não posso negar. Quero alguém ao meu lado, alguém que eu possa admirar todos os dias, alguém sincero, que me diga a verdade e não só aquilo que quero ouvir. Quero sentir a sua respiração ao meu ouvido enquanto os dois nos entregamos ao desejo de sermos um só. Quero sentir as suas mãos percorrer o meu corpo, quero poder sentir os seus lábios nos meus, até perder o fôlego. Quero tê-lo a meu lado todas as noites, para que me possa dizer que me ama antes de adormecer. Receber o seu abraço, entrelaçar as mãos, brincar com o seu cabelo e ficar com o seu perfume. Quero poder ama-lo de forma saudavelmente louca.

7 comentários:

_Jo_ disse...

Carol, andei bastante tempo a sentir-me assim...era quase sufocante. Mas a verdade é que ainda não tinha esquecido o amor antigo e como tal a busca tornava-se sem sentido. O dia que o esqueci foi como acordar novamente para a vida. Acredita, apesar de parecer um cliché. Acordei, e não sentia nada por ele. E melhor, sentia-me eu mesma, completa e feliz. E foi quando o esqueci que deixei de procurar o amor. Porque eu sabia que ele ia aparecer mais cedo ou mais tarde e de onde eu menos esperava. Além disso, estava feliz e a desfrutar da minha condição de solteirona bem resolvida. E assim, e pouco tempo depois, qua de tinha deixado de procurar,ele apareceu. Um alguém que eu nunca imaginei gostar tanto assim. Talvez diga isto tudo por estar ainda naquela "fase" de encantamento, mas Don't worry. Porque o que tiver de acontecer, acontece mesmo. E de onde menos esperas... ;)
*kiss Jo

Anónimo disse...

Texto muito bonito mesmo, pena é que não tenhas mencionado a autora, que não és tu com certeza!! Experimenta este link, talvez o reconheças, pois foi de onde COPIAS-TE!!!

http://istopodemudar.blogspot.com/2011/07/wish.html

Carol disse...

Em 1º lugar, este texto já foi retirado de um outro sítio, sem ser este blog há mais de meio ano para o meu fotolog. E lá no fotolog mencionei de onde veio o texto. Aqui esqueci-me de referir e peço desculpa à autora.
Em 2º lugar, volto a repetir que NÃO foi deste blog que retirei o texto, por isso aí já não posso fazer nada! ;)

Carol disse...

Ah, e se realmente tu foste a autora deste texto, parabéns, e pelo que vejo foi outra pessoa que o copiou em 1º lugar, e eu retirei dessa pessoa e já tinha metido no meu fotolog como referi.
Aqui apenas me esqueci de colocar o nome dela (Ana Lourenço), e peço desculpa.

Marília Nascimento disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marília Nascimento disse...

Olá Carolina, sim fui a autora do texto, e pelo que vejo, fui precipitada e por isso te peço desculpa, mas peço-te que te metas por uns segundos no meu lugar, não gostarias de ver um texto original teu no blog de outra pessoa, quanto à outra pessoa que copiou não posso fazer nada, posso apenas dizer que não é muito justo plagiar o meu "trabalho"... Mais uma vez te peço desculpa pelo mal entendido! Queria apenas pedir-te se possível que me forneças a fonte de onde retiras-te o texto para o fotolog.

Obrigado! :)

Carol disse...

Quando escrevi os comentários em cima andei à procura do blog de onde tirei o texto, mas acho que já não existe. A única coisa que sei é que a rapariga se chama Ana Lourenço, não sei de mais nada.